#01- Nossas histórias nos fortalecem e merecem ser contadas

O trabalho que as pessoas fazem de resgate, defesa, promoção das crianças é feito pra Deus. E nós então gostaríamos de conversar com pessoas que também tem essa visão e que já fazem isso por muito tempo, então durante essa série nós vamos conversar com várias pessoas que tem muita experiencia e muitas histórias de superação pra nos contar.

Elsie Gilbert é missionária com formação em jornalismo. Ela é responsável pela coordenação da Rede Mãos Dadas e pela  gestão da comunicação da rede. Casada com James Gilbert, mãe de três filhos e uma filha.

Daniel dos Santos é pastor da Segunda Igreja Batista em Candeias na Bahia há 11 anos. É casado com Karla, pai de Artur com 10 anos e Katarina com 2 anos. Acredita que as crianças são discípulas de Jesus hoje e que sendo assim participam ativamente no que Deus está fazendo no mundo.

Veja a seguir um breve destaque da entrevista:

Daniel: Participar de um projeto de entrevistas, de ideias de superação é bem especial porque a gente vai ter contato com pessoas com muitas experiências de superação e aí a gente percebe que não está sozinho. E a rede do bem é muito grande, e ela está espalhada por todo o Brasil, ela está espalhada pelo mundo. E a gente vai ter a oportunidade por meio do projeto de estar em contato com pessoas que estão na ponta, que estão fazendo a diferença.

Elsie: Eu também estou com muita expectativa, eu acho que a gente aprende com as histórias dos outros, essa é a principal forma de aprendizado nosso. Por isso que a Bíblia contém mais histórias do que prosa né, aqueles textos argumentativos(…)

A gente entende que quando a gente tem um grande desafio, Deus sopra nos nossos ouvidos ideias, e a gente acaba fazendo, a gente age e aí Ele pode agir também.

(…) Eu sinto assim que a coisa mais importante no nosso trabalho, é a conexão, é o relacionamento que a gente estabelece com a criança, e isso dura para sempre né.

(…) Mas agora é a sua vez, qual história que você vai contar pra nós que ilustra essa ideia de que as histórias nos ensinam?

Daniel: Eu sou pastor aqui na igreja como eu disse, e a igreja tem a seguinte visão: a criança é discípulo de Jesus hoje, ela participa ativamente, ela é um instrumento de Deus (…) A gente sempre colocava um adulto para dirigir o culto das crianças, para pregar pra elas, pras fazer tudo, mas aqui a gente tem um problema, nem sempre o adulto podia, (…) a falta de paixão (…) e isso gerou uma angústia…

E Deus foi muito generoso com a gente (…)  a gente vai fazer o seguinte, o adulto vai participar, monitorando as crianças porque as crianças não podem ficar sozinhas, mas a execução do culto não vai estar mais na responsabilidade do adulto, a gente vai treinar as crianças para que elas dirijam o próprio culto, para que elas preguem, para que elas cantem, pra que elas façam o culto…

É necessário investir na vida das crianças, a gente precisa acreditar que elas são de fato discípulos e Jesus hoje, elas não serão amanhã, elas já são hoje, e que Deus está usando as crianças hoje. Essa é a minha história, uma das histórias, que tem gerado muito aprendizado né…

Elsie: Acho que a primeira grande tarefa do adulto é não impedir, não criar obstáculos para a criança que quer se achegar a Deus…

(…) Nós temos praticado uma igreja que é adultocêntrica né. Que bom, que bom que vocês estão tendo essa experiência…

(…) Então as histórias que nós vamos contar, com a ajuda dos nossos entrevistados, nos próximos episódios, elas sempre vão ter esses dois elementos, a ação de Deus, e a resposta humana…

 

  • Para saber mais sobre Elsie Gilbert e Daniel dos Santos Acesse Aqui!
Subscribe to
Podcast

Or subscribe with your favorite app by using the address below

Notícias

Increva-se para receber nosso boletim quinzenal

Quero me inscrever!